Como a Plataforma A+ ajudou um estudante a gabaritar Matemática no ENEM

Plataforma A+ no ENEM

Compartilhe:

No último ano, a comunidade escolar teve que correr atrás para se reinventar e adaptar às transformações na educação causadas pelas medidas de isolamento e prevenção da Covid-19. Nesse cenário, todos os estudantes tiveram muitos desafios a superar! E os vestibulandos, que se encontram em uma fase decisiva, tiveram que se desdobrar para manter o foco no ENEM diante de tantas surpresas.

Conectando escolas, alunos e famílias, a tecnologia se destacou e foi item obrigatório para a continuidade das atividades e manutenção do nível de aprendizado. A Plataforma A+, parceira de mais de 50 escolas nesse período, sabe do que está falando: já são mais de 15 mil horas de aprendizado em ambiente virtual.

Mas se manter a educação a todo vapor em um contexto tão complexo já era uma conquista e tanto, com a divulgação dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2021 veio a certeza de estar no caminho certo: Breno Mendonça, estudante do Over Colégio e Curso, usou a Plataforma A+ para gabaritar a prova.

Bem acima da média nacional de 520,73 pontos na área de conhecimento, os 975 alcançados por Breno o colocam na frente na corrida para alcançar o sonho de passar para o curso de Medicina na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Confira a entrevista e conheça mais sobre os desafios e dicas do estudante de 23 anos.

  • Breno, primeiro os nossos parabéns! Como foi receber uma notícia tão boa e fruto de tanto esforço quanto essa, de ter conquistado a maior nota do Brasil em matemática?

Eu havia levado o caderno de questões comigo depois da prova, então esperei pacientemente até o gabarito oficial – resistindo à tentação dos extraoficiais. Na correção já percebi que havia gabaritado, então falei para o meu professor e comemoramos por chamada de vídeo.
Só não tínhamos certeza de qual nota seria, mas matemática geralmente é alta, então sabíamos que faria bastante diferença no resultado geral. Isso me deixa tranquilo quanto à posição que ficarei no Sisu na semana que vem.

  • O ano de 2020 foi atípico, exigindo novas habilidades e muito mais determinação para os vestibulandos. Quais foram as suas experiências e principais desafios?

Eu me sinto bem mais focado quando estou dentro da sala de aula. Então quando a pandemia começou, em março de 2020, realmente fiquei atrapalhado na rotina de estudos. Mas como ninguém sabia sobre a data de realização do ENEM, tentei me manter focado, estudando de 3 a 5 horas por dia (fora domingos). Mas ainda assim senti a perda de rendimento por estar fora da sala de aula.

Nesse ponto foi quando o Over Colégio e Curso passou a adotar as soluções da Plataforma A+ e voltar a dar aulas de forma online. É realmente muito útil poder reassistir às aulas, principalmente se acontecer um imprevisto. A partir disso foi só uma questão de tempo até me adaptar ao novo modelo.

  • Qual foi o papel da tecnologia nessa sua conquista? Qual solução da Plataforma A+ contribuiu com todo o seu esforço?

Como tudo estava sendo organizado de forma digital, foi possível rever as aulas caso não tivesse entendido alguma coisa, o que realmente ajudou.

Outra ferramenta muito útil foi o compartilhamento de todas as listas, aulas e revisões de forma organizada no Estuda+.

Além disso, também tiveram os simulados realizados direto na plataforma, que tinham a possibilidade de riscar as alternativas que queria ignorar, sendo um bom substituto do lápis. Só em provas de exatas e natureza que ainda precisava de lápis e papel para fazer as contas.

  • Qual foi a sua rotina e qual dica daria para quem está entrando nessa fase?

Eu estudava de segunda a sábado, com exceção dos sábados que tinha simulado. Era uma rotina de 3 a 5 horas de estudo por dia, com foco nas matérias que era fraco, como geografia e história.

Quando queria descansar um pouco, dava uma pausa ou só fazia exercícios de matérias que eu gostava, como física e matemática. Eu não tinha um horário fixo, mas era importante saber se eu estava com conteúdo atrasado ou não, então tentava deixar tudo em dia.

A principal dica que eu dou é tentar encontrar uma motivação de estudo. Passar horas em uma cadeira resolvendo questões e lendo não é um passatempo interessante se não gostar do assunto que está lendo.

Mas também é preciso consideração consigo mesmo, porque estudar cansado diminui o rendimento. Cochilos de 10 minutos ajudam a recuperar para uma nova sessão de estudos.

Saiba como a Plataforma A+ pode ajudar você a alcançar esses resultados na sua escola, agende uma demonstração.

Gostou? Receba conteúdos como este!

Newsletter quinzenal com conteúdos para simplificar o seu trabalho

Seus dados estarão protegidos e serão usados conforme a nossa Política de Privacidade.

Compartilhe:

Explore outros conteúdos

amaiseducacao.com.br

Conte para nós: o que você está buscando?

small_c_popup.png

Vamos conversar pelo WhatsApp

Fale com nosso
time comercial