logo amais educação

Trilha A+ de Conhecimento: dados como aliados do ensino

Trilha A+ de Conhecimento

Compartilhe:

O 5º episódio da Trilha A+ de Conhecimento, série de lives sobre educação e tecnologia promovida pela Plataforma A+, aconteceu no dia 25 de novembro. No episódio, que teve como tema “Ensino baseado em dados: o novo papel do professor”, a importância dos dados no processo educativo foi o grande ponto-chave do debate.

Claudia Costin,diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE) da FGV, e Alexandre Sayão, CEO da Plataforma A+, foram os participantes desta 5ª parada, além de Roberta e Taís Bento, colunistas da Revista Pais&Filhos, que atuaram como mediadoras da Trilha A+.

Aprendizados da 5ª parada da Trilha A+ de Conhecimento

No 5° episódio da série, os convidados ressaltaram o quanto os dados ligados ao processo de ensino-aprendizagem e à gestão escolar podem apoiar as instituições no alcance do seu propósito e objetivos estratégicos.

Nesse sentido, a tecnologia atua como facilitadora desse processo, subsidiando docentes e diretores escolares com dados concretos para análise e intervenção pedagógica.

“Os dados devem servir ao propósito da escola, aos objetivos estratégicos que a escola quer alcançar. Isso vai ajudar a focar nas métricas que ela quer capturar e que trará nas reuniões pedagógicas, no planejamento curricular e nas formações de professores”, ressalta Alexandre Sayão, que também é economista, administrador e educador.

O papel do professor, a partir desse olhar analítico, torna-se outro. Claudia afirma que os professores devem atuar como asseguradores de aprendizagem e “aprender se o seu processo de ensino está gerando os resultados de aprendizagem desejados. E mais do que isso, deverá saber em que nível da jornada de aprendizagem está cada aluno. Evidentemente, o trabalho colaborativo entre professores e os recursos tecnológicos ajudam nisso” aponta Claudia, professora universitária na Fundação Getúlio Vargas e de Harvard.

Para usar os dados a favor da instituição de ensino, Sayão acredita que três pontos são fundamentais: ter objetivos estratégicos definidos, escolher dados que direcionam o alcance desses objetivos, planejar ações para colocá-los em prática e, por fim, deixar os dados visíveis para a comunidade escolar, demonstrando transparência e convidando-a para participar ativamente desse processo.

“O desafio do diretor de escola é ser líder do processo de aprendizagem. O diretor escolar deve criar um ambiente favorável à colaboração, com um trabalho baseado em dados, para não cair em um negacionismo científico na educação. A falta de dados faz com que uma parte dos alunos torne-se invisível. Por isso, ter dados sobre aprendizagem é tão importante”, complementa Claudia.

Para apoiar as escolas na coleta, processamento e armazenamento de dados educacionais, a Plataforma A+ aplica tecnologia por meio de soluções de ensino-aprendizagem e de gestão escolar, ajudando na tomada de decisões estratégicas que potencializam a aprendizagem dos alunos e amparam a construção do futuro da educação.

Trilha A+ de Conhecimento

A 1ª temporada da Trilha A+ de Conhecimento teve 5 episódios, contando com a presença de especialistas e gestores escolares com cases de sucesso, e mediação de Taís e Roberta Bento, criadoras da SOS Educação e colunistas do Estado de S. Paulo e Revista Pais&Filhos.

Confira o debate completo da 5ª parada da Trilha A+ de Conhecimento

Perdeu algum episódio?

Leia também

Gostou? Receba conteúdos como este!

Newsletter quinzenal com conteúdos para simplificar o seu trabalho

Seus dados estarão protegidos e serão usados conforme a nossa Política de Privacidade.

Compartilhe:

Explore outros conteúdos

futuro da escola
Gestão Escolar

O futuro da escola na pós-pandemia

A pandemia funcionou como um acelerador de tendências na Educação. Mas o que podemos esperar do futuro da escola na pós-pandemia?

O que você está procurando?

Conte-nos!